segunda-feira, 5 de julho de 2010

Paraguai - Curiosidades

• A bandeira do Paraguai é a única em todo mundo em que os emblemas dos dois lados são diferentes. No anverso, consta uma estrela amarela de cinco pontas disposta no interior de uma grinalda verde encimada pelas palavras “Republica de Paraguai”. A estrela de Maio representa a data da independência, 15 de Maio de 1811. Na parte de trás da bandeira desenhase o Selo do Tesouro do Paraguai: um leão com o barrete vermelho da liberdade no topo de uma vara. O Selo do Tesouro é o símbolo da defesa da liberdade nacional, que é representada pelo leão guardando o barrete frígio.

• O estilo de música típico do Paraguai é a “guaraña”. A canção Paraguaia mais famosa de todos os tempos é “Recuerdos de Ypacaraí”, criada pelo compositor Paraguaio Demétrio Ortiz, com versos da poetisa argentina Zulema de Mirkin, em 1953. A canção já foi regravada por muitos artistas, entre eles Caetano Veloso, no seu álbum Fina Estampa. Esta canção teve um sucesso tão grande que é considerada um símbolo nacional.

• A “Guerra do Paraguai” ou “Guerra da Tríplice Aliança” ocorreu de 1864 a 1870, e confrontou o Paraguai contra os exércitos unidos do Brasil, Argentina e Uruguai. Foi uma das guerras mais violentas de toda a história da humanidade, um verdadeiro massacre que praticamente destruiu o país. Antes da guerra, o Paraguai era uma nação inovadora que liderava o continente com sua industrilização e com inovações como ferrovias e uso de energia elétrica, até então desconhecidas nos países vizinhos. Após o final do conflito, em que mais de 90% da população masculina foi dizimada, o Paraguai encontrava-se em uma situação desesperadorada, da qual até hoje ainda não se recuperou totalmente.

• A comida típica do Paraguay é baseada em ingredientes abundantes no país, como o milho e a mandioca. Um dos pratos mais conhecidos é a “Sopa Paraguaya”, que não é uma sopa, e sim uma torta feita com milho, fubá, manteiga, cebola e queijo ralado grosso. A “Chipa” é o lanche preferido dos Paraguayos, um pastel assado feito de milho e recheado com carne, queijo ou cebola. A bebida típica do país é o “Tereré”, que nada mais é do que o mate consumido com água morna ou fria, e que também é apreciado no Brasil, em regiões próximas à fronteira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário